segunda-feira, 8 de outubro de 2012

A poesia indianista

Já na primeira geração romântica, Gonçalves Dias consolidou o Romantismo no Brasil,tanto pela riqueza temática de sua obra como pela qualidade técnica e expressiva de seus poemas,em especial os indianistas. 

 Gonçalves Dias:um indianista apaixonado


 Antônio Gonçalves nasceu em 1823,em Caxias,no Maranhão.Filho de um comerciante português,João Manuel Gonçalves Dias,e de Vivência Ferreira,mestiça.
Gonçalves Dias dizia que era ima síntese das três etnias que formaram o Brasil: a branca, a indígena e a negra. 
Em 1840,foi para Coimbra onde cursou a Faculdade de Direito.Em 1845,voltou para o Maranhão e ,no ano seguinte,transferiu-se para o Rio de Janeiro,permanecendo até 1854.De 1854 a 1858,morou na Europa onde participou de uma missão como membro da Secretaria de Negócios Estrangeiros.Em 1862,voltou á Europa para tratamento de saúde,de onde retornou em 1864.O navio em que viajava,porém,naufragou na costa do Maranhão.Gonçalves Dias doi a única vítima desse naufrágio.
Além de suas poesias indianistas,de alto valor nacionalista e patriótico,produziu também poesia lírico-amorosa,religiosa e medievalista.
A representação do indígena,na obra de Gonçalves Dias,é feita de forma idealizada.Ele é construídocomo símbolo que sintetizaa coragem,a nobreza de caráter,a bondade,a compaixão,a solidariedade.Ele é o herói do passado brasileiro,da mesma forma que o cavaleiro medieval representava o herói europeu.

VOCÊ SABIA ?

A canção de todos os brasileiros
Embora os poemas indianistas sejam considerados os mais importantes de Gonçalves Dias,nenhum de seus poemas é mais conhecido dos brasileiros e parafraseado por outros poetas do que a ''Canção do exílio''(1843),um poema de forte conteúdo nacionalista.Alguns versos foram inseridos no Hino Nacional Brasileiro.

                        



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário